Periodontia

Tem como objetivo o estudo dos tecidos de suporte e circundantes dos dentes e seus substitutos.

Você já percebeu uma espécie de calcificação amarelada e porosa em cima do esmalte do dente? Pois esse é o famoso tártaro. Conhecido também como cálculo dentário, o tártaro nada mais é do que o endurecimento da placa bacteriana. Além de prejudicar a estética, favorecendo o surgimento de manchas nos dentes, o tártaro é uma das principais causas da gengivite e outras doenças periodontais.

Quando não removemos corretamente a placa através da escovação, ela acaba se solidificando em forma de uma camada bastante porosa, localizada em cima do esmalte dos dentes.

Por ser poroso, o tártaro acaba favorecendo o aparecimento manchas, especialmente no caso de pessoas que consomem café e alimentos com a presença de corantes. Outra característica do tártaro é que ele é extremamente irritante para as gengivas e pode causar a gengivite, retração gengival e até a doença periodontal, com o passar do tempo.

O tártaro também favorece o surgimento das cáries, já que ele torna o esmalte do dente menos resistente.

Por isso é fundamental prevenir e também tratar já que, quando surge, o tártaro não pode ser removido sozinho.

A melhor forma de evitar o tártaro é através de uma boa escovação. Escovar os dentes após as refeições, fazer o uso do fio dental.

A escovação, além de ser feita com frequência, precisa ser realizada de forma adequada. Escolher uma boa escova, o creme dental adequado e realizar os movimentos de cima para baixo, no sentido contrário ao da gengiva, é fundamental.

Da mesma forma, o fio deve ser passado com o paciente fazendo uma leve compressão contra o dente e não contra a gengiva, o que irá gerar sangramentos e pequenas lesões.

Hoje também é possível encontrar no mercado cremes dentais específicos, que ajudam no combate a formação do tártaro.

Evitar fumar e apostar em uma alimentação saudável, principalmente livre de açúcares, pode ser bastante eficaz. Alimentos que favorecem a acidificação da boca, também favorecem a proliferação da placa bacteriana também o tártaro.

Por fim, visitas frequentes ao dentista para promover limpezas mais profundas também são uma ótima maneira de evitar que o tártaro surja.

Uma vez que o tártaro surge, ele só poderá ser removido pelo dentista. Hoje existe uma série de tratamentos para a remoção do tártaro, mas o mais tradicional (e conhecido dos pacientes) é a raspagem, que é feita com instrumentos específicos. O uso de aparelhos de ultrassom e aplicação de jatos de sal também são formas de remover o tártaro e garantir mais saúde para o seu sorriso.

O procedimento para remoção do tártaro deve ser feito pelo menos duas vezes ao ano. Isso evita o aparecimento de doenças e as irritações na gengiva.

Visitar o dentista frequentemente e fazer uma boa higiene bucal pode eliminar boa parte das doenças e problemas que causam dores e desconforto aos pacientes, incluindo o tártaro!

Quem atende essa especialidade é o Dr. Gustavo.

"O sorriso é a porta de entrada para a felicidade;
seja feliz sorria sempre"

Joaquim Alves

CONTATO

Fone: (48) 3348-0934
WhatsApp: (48) 99165-1939
Funcionamento: de segunda à sexta
Das 8:00 às 12:00 - 13:00 às 19:00


Av. Almirante Tamandaré, 94 - Sala 408 - Ed. Coral Center
Coqueiros - Florianópolis - SC

MARQUE SUA CONSULTA