Ortodontia

É a especialidade que tem como objetivo a prevenção, a supervisão e a orientação do desenvolvimento do aparelho mastigatório e a correção das estruturas dento-faciais.

Você já parou para pensar quantos tipos de aparelho ortodôntico existem? Cada modelo é específico e atende uma determinada necessidade

Aparelhos fixos e móveis têm como pretensão fazer a correção dos dentes ou até mesmo da mordida do paciente. O diferencial está relacionado com o tratamento e como ele supre a necessidade de cada pessoa.

Aparelho Ortodôntico Fixo

Aparelho ortodôntico convencional

Esse é o mais tradicional de ser utilizado. Ele possui braquetes metálicos com borrachinhas ao redor e um fio que faz a ligação entre eles.

Aparelho ortodôntico estético

É conhecido por ser discreto, com braquetes de porcelana que são quase imperceptíveis. Também necessitam do uso de borrachinhas.

Aparelho ortodôntico autoligado

Diferencia-se por dispensar o uso de borrachinhas e por acelerar o tempo de tratamento. O fio metálico é ligado diretamente nos braquetes, e com isso não são necessárias visitas mensais ao dentista.

Aparelho ortodôntico autoligado estético

A união dos dois modelos tem como meta a discrição aliada à rapidez.

Ortodontia ortodôntico lingual

Também voltado para a estética, os braquetes ficam posicionados na parte de trás dos dentes.

Aparelho Ortodôntico Móvel

São usados geralmente em dentição mista. Ocorre no momento que a criança está fazendo a troca dos dentes de leite para os permanentes.

Alinhadores invisíveis

O diferencial se dá pela possibilidade de realizar sua remoção e ser mais confortável. Vale ressaltar que é preciso a orientação do dentista para realizar a correta utilização.

Idade Mínima para o Tratamento

Importante os pais procurarem um dentista para validar a necessidade de colocar aparelho ortodôntico. Não é preciso já estar com os dentes permanentes para realizar a consulta. Os modelos ortopédicos, por exemplo, podem ser colocados antes da troca total da dentição.

Idade Máxima para o Tratamento

Para as pessoas mais velhas, a orientação não é diferente. A odontologia está cada vez mais moderna e mesmo ao 60 anos, há a possibilidade de utilizar aparelho ortodôntico.

Colocar o aparelho dentário dói?

Embora a sensibilidade a dor varie muito de pessoa para pessoa, para saber se dói ou não colocar o aparelho, é preciso entender um pouco sobre o processo de colocação de cada parte que compõe o aparelho.

Após fazer uma avaliação completa do sorriso e da mordida, alguns exames radiológicos serão pedidos ao paciente. Esses exames vão desde radiografias, fotos e cefalometria que serve para medir as proporções da cabeça do paciente.

Posteriormente, será marcada a consulta onde será feita a colocação das bandas, ou seja, estruturas metálicas que ficam afixadas nos últimos dentes da arcada e servem para dar suporte ao arco. Quando não há espaço para encaixá-las, o dentista pode fazer o uso de um separador, que pode ser elástico ou metálico, antes mesmo de fixá-las.

Essa fase de colocação dos separadores costuma gerar um incômodo, mas nada que necessite de analgésicos ou medicação.

Após a cimentação das bandas, inicia-se a colagem dos brackets. Essa instalação é feita com uma resina própria e não costuma gerar nenhum tipo de dor ou incômodo.

Com a instalação dos brackets é afixado um arco que fica preso ao aparelho por uma série de pequenas borrachas.

Os maiores incômodos relatados por boa parte dos pacientes decorrem da instalação dos arcos. O aparelho fixo funciona através da força e da tensão que é criada pelo ajuste dos arcos, provocando a movimentação dos dentes. Nos primeiros dias, pelo fato do paciente não estar habituado, é comum que sinta dores na musculatura da boca e, às vezes, dores de cabeça.

Para amenizar o desconforto, podem ser administradas doses de analgésico nos dois primeiros dias, até que o paciente se sinta mais acostumado com o aparelho.

Também é recomendável evitar alimentos duros durante todo o tratamento. Além deles quebrarem o aparelho, podem acentuar o incômodo da boca devido à força na mordida que é necessária para deglutí-los.

Depois de uma semana, boa parte dos pacientes já está habituada aos incômodos causados pela instalação do aparelho e sentem apenas uma sensação dolorida todas as vezes em que o dentista ajustá-lo. Mas na maior parte do tempo, seguem sem grandes queixas durante todo o tratamento.

Podemos dizer que existem diversos incômodos e desconfortos causados pelo uso do aparelho, mas dor, bem dor não seria o melhor termo para definir o que a maioria dos pacientes sente.

Quem atende essa especialidade é a Dra Bruna.

"O sorriso é a porta de entrada para a felicidade;
seja feliz sorria sempre"

Joaquim Alves

CONTATO

Fone: (48) 3348-0934
WhatsApp: (48) 99165-1939
Funcionamento: de segunda à sexta
Das 8:00 às 12:00 - 13:00 às 19:00


Av. Almirante Tamandaré, 94 - Sala 408 - Ed. Coral Center
Coqueiros - Florianópolis - SC

MARQUE SUA CONSULTA